Será-que-estou-preparada-ou-preparado-para-empreender
Empreendedorismo

Será que estou preparada ou preparado para empreender?

Alguns dos grandes desafios de quem nunca empreendeu é se planejar e até mesmo tomar a decisão de deixar a estabilidade para entrar em um parque de diversões que envolverá diversas emoções. Sabemos disso, por isso, essas e muitas outras experiências são comentadas frequentemente em nossa comunidade de empreendedores.

As sobre o empreendedorismo indica o caminho certo

Eu mesma passei por esse momento duas vezes na vida até entender que de fato o meu perfil é de uma empreendedora, e que esse cenário têm várias formas de ser explorado.

Um dos meus maiores receios ao deixar o mercado corporativo foi o fato da minha carreira já ter uma certa estabilidade. Ainda muito nova, com 25 anos, já tinha cargo de liderança como gerente de marketing de uma rede de concessionárias, que me trouxe grandes desafios e aprendizados.

Depois tive algumas tentativas de negócios, mas nunca direcionado para a tecnologia. O meu medo era: “como ficaria o meu currículo e também a questão da estabilidade financeira?”.

Apesar de ter criado uma marca de joias no exterior, entre outras tentativas de tocar projetos autônomos, a instabilidade acabou mudando os meus planos e assim me mudei para São Paulo onde voltei a ser executiva. De toda forma o empreendedorismo estava presente dentro de mim de diferentes formas e eu não sabia disso.

Empreender requer decisões difíceis

Hoje, respondendo à minha dúvida inicial, vejo que meu currículo, as oportunidades de sucesso e crescimento profissional são ainda maiores, já que também podem estar no mercado corporativo

Quando pensamos em gerar negócios nós criamos projetos e iniciativas que podem transformar uma companhia, além de abrir caminhos para novos propósitos. Esta foi uma experiência que tive o prazer de vivenciar tendo perfil de empreendedora e executiva.

Eu participei de um programa de jovens empresários dentro da empresa que me abriu oportunidade de empreender tendo-a como meu primeiro cliente anjo. Toquei minha startup com foco em solução para franchising por 3 anos e meio, até decidir congelar a minha paixão.

Esta foi uma das escolhas mais difíceis da minha carreira, mas a minha frustração abriu portas para novos horizontes e me envolveu no propósito de conectar e compartilhar isso com outros grupos de empreendedores.

Fique atento!

É possível empreender e ser executivo em outra empresa? Sim, é possível e sou a prova viva disso. Conheço diversos empreendedores de sucesso que gerenciam dessa forma, porém tenho algumas observações que dariam uma ótima discussão com meus confrades (nome dado aos empreendedores da Confra).

Um ponto importante é: se o seu negócio é uma startup, hummm, cuidado! Quando falamos de startup, estamos nos referindo a empresas com alto potencial de crescimento e que, geralmente, são altamente inovadoras. Isso traz ainda mais riscos, incertezas e uma necessidade maior de trabalho e dedicação. Se a startup não tiver pessoas dedicadas a ela o tempo pode ser o maior inimigo.

Ter certeza da sua escolha é a fase número um para ser um empreendedor de sucesso, além de ter muita persistência para lidar com o processo de evolução da sua startup.

Como a Confraria do Empreendedor pode ajudar?

Foi assim, de modo praticamente informal, que nasceu a Confraria do Empreendedor. Atualmente, considerado um dos melhores hubs de empreendedores do Brasil.

A Confra foi fundada junto com André Mainart e Diogo Garcia para compartilhar erros, acertos, frustrações e aprendizados com comunidades de empreendedores e executivos. A Confra tem como objetivo minimizar a dura jornada do empreendedorismo solitário.

Quando construímos a comunidade fomos percebendo aos poucos o quanto era bom compartilhar essa jornada com outras pessoas que estavam passando ou já tinham passado pelo mesmo desafio que a gente, e hoje, estamos todos juntos.

Minha maior gratificação e satisfação é ver empreendedores e executivos se ajudando, sem segundas intenções, e isso é lindo! Mas, atenção! É importante se preparar para empreender e viver esse tempo de incertezas e dúvidas.

Eu sei na veia o que é tomar a decisão de se dedicar ao próprio negócio e não ter mais o salário caindo na conta corrente todo mês, inclusive de não ter sempre todo o conhecimento para superar os desafios.

Desde que a pandemia do novo coronavírus chegou ao Brasil, 716.000 empresas fecharam as portas, de acordo com a Pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas Empresas, realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

As causas podem ser inúmeras, mas com toda certeza todas estão relacionadas com a falta de estrutura, mas não somente financeira, é preciso de estrutura emocional para entrar no time da comunidade empreendedora.

Você pode empreender pela primeira, segunda e pela terceira vez que sempre haverá desafios diferentes, e você meu amigo e amiga empreendedora, tem que ter controle emocional, financeiro e profissional para lidar com isso.

É natural que por mais que queira, você não esteja preparado ou então o momento da sua vida não esteja propício para isso, e posso dizer com todas as letras: tudo bem. O não empreender, não significa que você não tem espírito empreendedor, pois já vi os “empreendedores de carapuça” fazerem transformações incríveis no mercado corporativo e se envolver em ações fantásticas.

Vem pra confra que nossa comunidade de empreendedores pode te ajudar nesse árduo caminho de empreender.

Escrito por: Natália Lazarini e Webfoco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.